A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Porto Belo, cumpriu na noite de quinta-feira (24) um mandado de prisão preventiva de um homem de 30 anos. Ele é investigado por ter atacado com golpes de foice um funcionário do posto de saúde do Jardim Dourado, bairro Perequê, em Porto Belo, na manhã do dia 18 de setembro.

A vítima é um homem que trabalha no setor de limpeza da unidade de saúde. O homem foi ferido na cabeça, no peito e também na mão, com cortes e fraturas, e está internado no Hospital Ruth Cardoso.

O autor dos golpes de foice fugiu após o crime. Apesar de ter sido identificado, não foi mais localizado. Na segunda-feira, o investigado se apresentou na Delegacia de Porto Belo com advogado, onde foi interrogado, admitindo a autoria. Alegou que estava tentando reatar o casamento, estando separado da esposa há alguns dias e que a vítima, que era colega de trabalho dela, estaria supostamente dificultando. Relatou que não tinha intenção de matar, que desferiu os golpes com o lado contrário da foice e não teria ameaçado outras pessoas.

Houve a representação pela prisão preventiva do autor por considerar que o caso se tratava de tentativa de homicídio, em razão do meio violento empregado e pela gravidade das lesões. “Mesmo tendo se apresentado, a versão do autor possui inconsistências, e só não matou a vítima porque esta conseguiu com uma cadeira se defender dos golpes e afastar a injusta agressão”, afirma o Delegado de Polícia Ricardo Melo. O Judiciário deferiu o mandado de prisão, que foi cumprido. O inquérito policial deverá ser concluído em 10 dias.