Foto: Reprodução /G7SC

Investigação conclui que vítimas morreram por intoxicação de monóxido de carbono devido a modificação no veículo

A investigação sobre o caso BMW, no qual quatro jovens perderam a vida devido à intoxicação por monóxido de carbono em Balneário Camboriú, concluiu que a modificação inadequada realizada no sistema de escapamento foi determinante para a tragédia.

Como resultado, os responsáveis pelo serviço, um homem de 48 anos e o proprietário da oficina de 35 anos, foram indiciados por quatro homicídios culposos.

O inquérito foi encaminhado à Justiça e ao Ministério Público para continuidade como processo judicial, enquanto os indiciados aguardam em liberdade o desenrolar do caso.

Veja também:

 

 0
Investigação revelou que a causa das mortes foi asfixia, decorrente da elevada concentração de monóxido de carbono no sangue Os quatro jovens encontrados desacordados dentro…
Policia Cientifica divulga informacoes sobre o caso dos jovens mortos em Balneario Camboriu e1704381870117

Polícia Científica divulga informações sobre o caso dos jovens mortos em Balneário Camboriú

 0
Com relação à ocorrência que vitimou quatro pessoas em um veículo localizado junto à rodoviária de Balneário Camboriú, no dia 1° de janeiro de…