Foto: Divulgação Gaeco

Investigações revelam fraudes fiscais e lavagem de dinheiro, resultando em prisões e apreensões

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) iniciou hoje, 26/2, a Operação Publicanos.

O objetivo é investigar crimes tributários, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, entre outros. A ação concentra-se na atuação de empresários que utilizam empresas “laranjas” para evadir impostos, resultando em prejuízos estimados em mais de 10 milhões de reais.

Onze mandados de busca e apreensão e seis mandados de prisão temporária estão sendo cumpridos em cidades do sul do estado, como Criciúma, Balneário Rincão e Urussanga.