Foto: Divulgação

Homem que matou casal enfrenta sentença após crime brutal

O Tribunal do Júri de Chapecó condenou um homem a 48 anos de prisão por executar um casal a tiros e ocultar os corpos. Os crimes foram cometidos em janeiro de 2021.

O promotor Moacir José Dal Magro representou o Ministério Público na sessão realizada na última sexta-feira (2/2).

Resumo do caso: As mandantes do crime, sócias do homem em um estabelecimento comercial, atraíram o casal para um local remoto e armaram o assassinato. O réu, considerado um matador de aluguel, atirou no homem quatro vezes, depois matou a mulher. Os corpos foram encontrados enterrados em maio de 2021.

O réu permanece detido e teve seu pedido de liberdade negado. As sessões de julgamento foram separadas devido à fuga do executor.

O nome das partes não foi divulgado devido ao segredo de justiça.

Condenação das mandantes: Ambas receberam sentenças em outubro de 2022. Após recurso, as penas foram aumentadas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Com a reforma da sentença, a pena de uma das condenadas foi de 37 anos e 11 meses de reclusão para 54 anos, seis meses e 12 dias de reclusão. Já a sanção da segunda ré foi de 30 anos e quatro meses para 39 anos de reclusão. Ambas terão de cumprir as penas em regime inicial fechado.